Home office: 5 dicas para conciliar trabalho e família

Quando foi declarada a pandemia da Covid-19, um grande número de pessoas precisou se adaptar abruptamente ao trabalho em casa. Junto com essa situação, veio uma série de medidas de isolamento físico, que obrigaram a paralisação de aulas nas escolas. Isso estabeleceu um desafio inédito para muitos: conciliar home office e família.

Mesmo para quem tem experiência em trabalhar remotamente, o estresse causado por essas condições é inevitável. A essa altura, muitos já perceberam que as práticas consideradas ideais para um home office produtivo não se aplicam da mesma maneira para quem tem filhos. Não basta simplesmente escolher um cômodo para ser o escritório em casa e iniciar a sua jornada de trabalho. 

Pudemos perceber essa preocupação dos pais em encontrar o equilíbrio entre vida familiar e profissional logo nas primeiras semanas de quarentena. Na ocasião, convidamos Marcos Piangers, autor do livro best seller O Papai é Pop, para uma das primeiras lives do “SPE com Você”, que falou sobre isso. Se você não acompanhou a transmissão, acesse nosso canal no YouTube e assista.

Baseados nessa conversa tão rica, elaboramos este post com dicas para tornar seu home office mais tranquilo e sua vida pessoal mais proveitosa. Confira:

5 dicas para equilibrar home office e família

1 – Respire fundo. A produtividade sua e do seu filho pode cair

Não exija muito de si mesmo e tome cuidado para não sobrecarregar seu filho com as lições da escola. Como o Piangers disse na live: tente se lembrar das instruções dadas pela aeromoça antes de um voo. Em caso de despressurização da cabine, primeiro coloque a máscara em você e só depois na criança. Portanto, respire fundo e entenda a situação que estamos vivenciando. 

É natural ter uma queda de produtividade no trabalho no começo, em especial numa situação tão excepcional como essa pandemia. Encare isso como parte de um processo, e com o tempo você aprenderá a tirar o melhor possível desse contexto de home office.

E perceba que o momento é difícil para todos, pois também não adianta exigir que seu filho tenha o mesmo desempenho na escola. Ele também teve sua rotina interrompida repentinamente. Além disso, as crianças percebem a preocupação que a situação gera. É normal que fiquem inquietos e tenham uma queda de rendimento.

2 – Comunicação é essencial

A conversa é muito importante neste momento, pois cada membro de uma família é único e tem suas próprias necessidades. Inclusive as crianças e os adolescentes! Vamos passar por uma reconstrução do ambiente familiar, em que todos terão que se readaptar para que o espaço e o tempo de cada um seja respeitado.

Explique a situação ao seu filho e mostre que, ao ficar em casa, ele protege a si mesmo, os avós, os amiguinhos e todos de quem ele gosta. Assim, vai ser mais fácil explicar que, apesar de estar em casa, você estará trabalhando. Crianças tendem a entender melhor as situações quando compreendem o motivo por trás das decisões.

Mas lembre-se: comunicação é saber falar, mas também é escutar. Então, valorize o espaço do seu filho e preste atenção no que ele tem a dizer. Faça-o se sentir parte de algo por meio do diálogo, diga a importância da ajuda dele para essa experiência funcionar. E isso tem relação direta com a nossa próxima dica. 

3 – Equilíbrio pressupõe planejamento e disciplina

As bases para a conciliação do home office e filhos são: planejamento, disciplina e diálogo. Portanto, para que o trabalho em casa esteja em sintonia com a vida em família, é necessário que a comunicação estabeleça de forma clara os limites de tempo e espaço de cada um. 

Defina as ocasiões e locais de brincar, de estudar, de ficar na tela, bem como o período em que você está no trabalho. Desse jeito, ele também vai começar a perceber o valor de ter seu momento de privacidade e passar a respeitar mais o seus.

No final, você notará que a rotina é um calmante para a criança e uma ótima maneira de apoiar os estudos em casa

Obviamente, em algumas ocasiões, não será possível seguir tudo à risca. Seria até contraditório com a primeira dica que demos neste post. Excepcionalmente, pode ser necessário flexibilizar as regras de tempo conectado a telas e eletrônicos, por exemplo.

Apenas não se esqueça de cumprir você também uma certa disciplina. Em geral, seus atos são “mais barulhentos” que suas falas, e crianças tendem a espelhar as atitudes dos adultos. Então, na dúvida, evite o famigerado chavão de “faça o que eu digo, não faça o que eu faço”.

4 – Tire pausas e tenha momentos com seu filho

Poder trabalhar de casa nesta pandemia e continuar sendo pago, em meio a tanta incerteza, é um privilégio. Mas não deixe que sua gratidão por essa situação faça você perder de vista as dificuldades que ela impõe. Dificilmente seu filho passará um dia inteiro sem exigir algum momento da sua atenção. 

Principalmente para os pequenos, a presença dos pais é muito importante para passar despercebida. E tirar pequenas pausas pode ser o melhor caminho para lidar com essa carência do filho.

Então, tenha uma conversa honesta com seu chefe e colegas de trabalho para esclarecer a situação. Informe-os sobre os melhores horários para agendar chamadas e reuniões. Reorganize seus prazos e entregas de acordo com a nova rotina.

Além do mais, esses momentos têm sido aproveitados por muitos pais para se aproximarem mais dos filhos. São também uma ótima ferramenta para afastá-los um pouco da tela, pois assim você não os obriga a substituir atividades estimulantes, como um game, por outra que seja “chata”, como o banho.

5 – Valorize seus momentos e saiba tirar proveito da situação

Sua família só se beneficiará da sua presença se você estiver na sua melhor versão. Desse modo, além de estabelecer uma rotina em relação ao seu trabalho, é preciso definir seus momentos de relaxamento também.

Está com tempo livre? Que tal ler aquele livro que está na sua estante? Você pode também escutar um podcast, assistir à sua série ou ao seu filme favorito, entre outros. Se você está se sentindo disposto, aproveite a ocasião para fazer aquele curso que estava adiando. Se você mora com sua companheira, estabeleça momentos para os dois também. E, se a sua maior necessidade for o descanso, priorize sempre o seu sono.

Por fim, entenda que embora seja um super-herói para o seu filho, você não tem poderes para controlar ou resolver todos os problemas. Então, tente tirar o maior proveito possível disso tudo. Busque lições que essa situação pode proporcionar, até mesmo naquelas horas mais íntimas. 

E o mais importante: aproveite o momento para aprender um pouco mais com a presença dos filhos. Quem tem criança em casa, principalmente as menores, está acostumado a ouvir verdadeiras pérolas todos os dias. Essa é uma oportunidade não só de se aproximar mais do seu filho, mas também de os dois aprenderem mais, um com o outro, e crescerem juntos.